AMAI

TELEFONE

DÚVIDAS RECORRRENTES

Fernanda Cequinel

Fernanda Cequinel

AMAI, na luta pela manutenção do subsídio

A AMAI, em conjunto com as demais entidades representativas dos policiais e bombeiros militares (AVM, Assofepar, APML, Clube dos Oficiais e SBSS) encaminharam um ofício ao presidente da Paranaprevidência, solicitando a manutenção do subsídio dos PMs e BMs que forem excluídos da Corporação.

PLANTÃO JURÍDICO 24 HORAS

Você sabia que a AMAI tem plantão jurídico 24 horas à sua disposição, para atendimento da área criminal e também FATD? Por telefone o advogado já realiza as orientações necessárias e o esclarecimento de dúvidas e, se for necessário, irá imediatamente ao local para atendimento presencial e para iniciar uma investigação defensiva.

AMAI recebe a visita do presidente da ANERMB

A AMAI recebeu a visita do presidente da ANERMB, Sargento Leonel Lucas, na manhã desta quinta-feira (09), entidade à qual a AMAI é filiada. Ele foi recebido pelo presidente, Coronel Altair Mariot, e na oportunidade falou sobre os avanços das lutas pelos direitos da categoria a nível nacional, com destaque para a lei orgânica que trata da reestruturação das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares.

PARCELA TRANSITÓRIA DE ENSINO

A ação judicial busca o pagamento das horas-aulas (entre 2012 e 2017), a militares estaduais que ministraram aulas neste período. São cerca de mil associados incluídos nesta ação, que estão sendo beneficiados com o pagamento, totalizando mais de R$ 3 milhões, com valores individuais que variam de acordo com as aulas ministradas.

PROMOÇÃO PELA RESERVA COMPULSÓRIA

O militar estadual transferido para a reserva remunerada de forma compulsória (35 anos de farda ou atingir a idade limite), ou ainda aquele que permanecer afastado por mais de 08 anos contínuos ou não, poderá ser pleiteado o direito a promoção, ou acréscimo de valores no subsídio. A AMAI está ingressando com ações individuais para buscar essa garantia. Entre em contato para mais informações!