Home > Notícias > Detalhes
Notícias
22/11/2017 14h00
Projeto de Plano de Carreira de Praças é entregue ao Secretário de Segurança Pública
Not�cias

Foi encaminhado pela AMAI nesta terça-feira (21) à secretaria de Segurança Pública do Paraná, o projeto de lei que trata do Plano de Carreira de Praças, desenvolvido por uma Comissão de representantes da Polícia Militar do estado.

O projeto prevê alterações em diversas leis estaduais e sugere dispositivos que garantam o quadro de acesso desde Soldado a Subtenente, garantindo um verdadeiro Plano de Carreiras aos policiais militares.

O secretário de Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, recebeu em mãos o projeto e disse que gostou de alguns pontos como os quadros de acesso, a alteração de limite de idade e o incentivo à permanência da Praça na Corporação por mais tempo.

A proposta altera o Código da PMPR (Lei Estadual nº 1943 de 1954), a Lei de Promoção de Praças (Lei Estadual nº 5940 de 1960) e da recente lei que institui a Diária Especial por Atividade Extrajornada Voluntária (Lei nº19130 de 2017). O objetivo é garantir um Plano de Carreira as Praças Militares Estaduais a partir do ingresso na Corporação, com incentivo à permanência na ativa após os 25 anos de serviço.

A proposta foi muito discutida na Comissão Paritária instituída na resolução conjunta 262/2014 pela Secretaria do Estado da Administração e Previdência e Secretaria do Estado da Segurança Pública, composta por membros da AMAI, Fórum de Entidades Representativas de Classe da PMPR e representantes do Comando Geral da PMPR. A Comissão utilizou a plataforma livre Google Docs que permitiu a participação de colegas do interior do estado na montagem do documento.

Foi entregue também a sugestão de Decreto que visa a suspensão da aplicação de sanções disciplinares com pena privativa de liberdade até que seja instituído um novo regulamento disciplinar definido por lei para todo estado.

Na foto, juntamente com o secretário de Segurança Pública, estão o vice-coordenador do Fórum de Entidades Representativas da PMPR, Subtenente Davi Rodrigues D'Almeida; o Coronel César Alberto Souza, membro mais antigo da Comissão Paritária; o presidente da AMAI, Coronel Elizeo Ferraz Furquim e o advogado da AMAI e membro da Comissão Paritária, Marinson Luiz Albuquerque.

CLIQUE AQUI E LEIA A PROPOSTA DA AMAI NA ÍNTEGRA

Comentários
# Nome
# E-mail
# Comentário
# Verfficação (digite as palavras da imagem no campo de texto)
08/12/2017 - 11h07
sd sem.motivação
Essa amai faz de tudo para que os praças não tenham plano de carreira, amai é só pra Oficiais...LAMENTAVEL
08/12/2017 - 14h06
AMAI
Olá, sd!

O projeto tem a colaboração de praças, oficiais e advogados. Além disso, o projeto vem sendo trabalhado desde 2014, muito antes de outras ideias que tem aparecido.

Atenciosamente,
COMUNICAÇÃO AMAI
02/12/2017 - 10h21
Militar Estadual
Ridícula a proposta da AMAI, LI O TEXTO NA ÍNTEGRA e não vi nada de substancial em benefício das praças, CTRL C e CTRL V??? Isso que dá oficial querer fazer plano de praça...
07/12/2017 - 14h14
AMAI
Olá!

O projeto foi elaborado com praças, oficiais e advogados.

Atenciosamente,
COMUNICAÇÃO AMAI
01/12/2017 - 10h55
sd desmotivado
O governador Reinaldo Azambuja sancionou, nesta terça-feira (1), a lei que altera os interstícios e os critérios para promoção de soldado à cabo, e de cabo à terceiro-sargento. A norma dá nova redação aos artigos 15-A, 15-B, 15-C, e altera o art. 56, caput, e § 2º, da Lei Complementar nº 53, de 30 de agosto de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul.

O objetivo é que se promova a seleção gradual e sucessiva dos militares para acesso na carreira das praças. Com a nova redação, são seis anos para o soldado sair cabo, e mais quatro para a promoção à terceiro-sargento.
ACIMA, ESTÁ A PROMOÇÃO DE SOLDADO PRA CABO NO MATO GROSSO DO SUL. VEJAMOS A "PROPOSTA" DA AMAI PARA O PARANÁ.
§ 1º. São cursos que dão direito ao acesso:
I - para promoção a Cabo Combatente: Curso de Formação de Praças, realizado na
Corporação, de acordo com a legislação em vigor, ou o militar estadual estar na
condição do Soldado por um tempo 10 anos de serviço;
II - para promoção a 3º Sargento Combatente: Cursos de Formação de Praças, de
acordo com a legislação em vigor, ou o militar estadual estar na condição do Cabo por
um tempo 10 anos de serviço.
RESUMO DA ÓPERA; LÁ, NO MATO GROSSO DO SUL, JÁ ESTÁ APROVADO: O SOLDADO, COM 10 ANOS DE SERVIÇO, AUTOMATICAMENTE SAI 3° SARGENTO, SEM NECESSIDADE DE PRESTAR CONCURSO INTERNO. AQUI, APÓS 10 ANOS DE SERVIÇO, 20.000 PRAÇAS DISPUTAM 100 VAGAS. 100 MIGALHAS. PARA VER SE CONSEGUEM SAIR CABO. ESSA AMAI É UMA PIADA MESMO. AMAI, DECIDA DE QUE LADO ESTÁ.
30/11/2017 - 23h49
Sargento T.
Creio que se as graduações vierem sem a devida proporcionalidade no vencimento, é a mesma coisa que uma miragem. Pois as diferenças entre as graduações de praças são irrisórias. Sou graduado, adoro meu trabalho, mas financeiramente, questão que está vinculada a felicidade familiar, não teria feito os concursos e cursos em outras cidades, tendo os desgastes financeiro e familiar que tive. Acho que a questão correta seria aumentar o número de vagas ofertadas, e aumentar diferença salarial entre as graduações, voltando o COA. Penso Eu, e respeito muito a luta por melhorias igualitárias e proporcionais, que na hora H, depois de toda uma luta, não tenha surpresas.
30/11/2017 - 07h53
De Olho
Começaram bem, art 5º Vitaliciedade assegurada ao oficial e presumida ao praça....
Idade limite 62 anos...
concorre as vagas de subten o 1º sgt que possuir CHO? então o plano de carreira vai até o 1º Sgt, sendo o CAS feito qdo 3º Sgt
29/11/2017 - 18h12
sidney aparecido rias
Projeto que continua com pontos obscuros na lei, diferenciação entre oficiais e praças, mais cursos para sargentos saírem sub, etc, etc, etc......
29/11/2017 - 18h06
RONALDO JOSÉ FREIRE
E a lei XAVIER???????

Ainda esta valendo ou esta também vai valer somente o aumento no tempo de serviço...

O TEMPO PASSA E A POUPANCA CONTINUA NUMA BOA, este era o slon de um banco...
e nos...
29/11/2017 - 17h07
pm consciente
1-Publiqem os documentos na integra que encaminharam e protocolaram solicitando a implantação do cartão ou vale alimentação aos policiais?? publiquem tambem as respostas que receberam.
2- publiquem as solicitações e documentos na integra encaminharam e protocolaram solicitando a enquadramento correto ( escalonamento vertical) e implantação do nivel 11, publiqem também as repostas que receberam.
3- Puliquem quantos solicitações e pedidos de acessoa a informação na integra encaminharam e protocolaram com relação a processos sem nenhum fundamento ou base legal instaurados contra os policiais e que providências foram tomadas pela AMAI, se representaram contra estes abusos e encaminharam alguma solicitação ou representação ao ministerio publido dos direitos do cidadão para que estes abusos parem de acontecer?
4- publiquem os documentos na integra que já foram protocolados com as solicitações de mudanças na legislação, sugestões de projetos de leis e documentos que cobram das autoridades competentes mudanças e modernização na legislação institucional, publiquem também as respostas que já receberam;
5- Com relação ao abono permanencia publiquem quantos reuniões e documentos protocolaram solicitando o abono a partir dos 25 anos, publiquem as respostas que receberam.
6- Com relação a modernização e a implantação de documentos digitais quantas solicitações e sugestões protocolaram para que a PMPR diminua a burocracia e melhore a transparência nos serviços para que se preste melhores serviços publicos de segurança e melhores a atuação dos policiais dando a este segurança juridica na sua atuação?
Enfim publiquem os documentos que comprovam a atuação proativa da AMAI e as repostas que recebem das autoridades competentes como foi feito aqui nesta proposta.
Sugiro ainda que quando ocorram reuniões de assuntos de interesse dos policiais que estas reuniões sejam gravadas e disponibilizadas para conhecimento de todos para acompanhamento e analise.
28/11/2017 - 18h08
pm consciente
A Amai não está sendo transparente e sua atuação é fraca e esquisofrenica. quem não sabe aonde chegar não chega em lugar nenhum. os policiais estão abandonados e as coisas só pioram não temos segurança juridica nenhuma, A BUROCRACIA É ENORME E DESNECESSARIA e ficamos a merce de interpretações que destroem a familia policial. o grau de descontentamento dos policiais é imensa. só não vê e encherga quem não quer! é preciso urgente reformas que mudem todo esse cenário.

FALTA TRANSPARENCIA E ATUAÇÃO SERIA E COMPROMISSADA COM O INTERESSE PUBLICO!!! QUE DEUS NOS AJUDE!!!!
29/11/2017 - 11h32
AMAI
Olá, PM Consciente!

O senhor poderia ser mais claro sobre a falta de transparência?
Nosso projeto está na íntegra em um link no final da matéria e estamos disponíveis para sanar quaisquer outras dúvidas.

Atenciosamente,
COMUNICAÇÃO AMAI
27/11/2017 - 21h55
valdemir
essa amai é uma piada, agora que o cb carlos correu atras desse projeto, vem eles com um lixo de projeto que nem sabemos o que contem.
28/11/2017 - 11h34
AMAI
Olá, Valdemir!
Segue o projeto na íntegra, link que também está na matéria.
https://goo.gl/CNykhM

Atenciosamente,
COMUNICAÇÃO AMAI
Exibir mais comentários
Encontre no site da AMAI
Jornal AMAI
Assine nossa newsletter
# Nome
# E-mail
# CPF
# É associado?
     
© 2012 AMAI Associação de Defesa dos Direitos dos Policiais Militares Ativos Inativos e Pensionistas. Todos os direitos reservados.