Notícias

06/10/2018 10:10

Entrevista exclusiva do candidato Dr. Rosinha à AMAI sobre segurança pública

Entrevista exclusiva do candidato Dr. Rosinha à AMAI sobre segurança pública

1 – Quais são suas propostas de governo relacionadas à segurança pública?

Pretendo integrar as ações do sistema de segurança pública no Estado – Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Científica, Corpo de Bombeiros, Guardas Municipais, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Forças Armadas – a serviço do bem-estar da população do Paraná, com a presença efetiva nas ruas, nos bairros, nas cidades, nas comunidades rurais, ampliando e articulando os trabalhos de inteligência e monitoramento, e estimulando e disseminando a cultura de paz.
Também oportunizar condições adequadas de trabalho que preservem a integridade das equipes e que garantam uma base segura para a prestação desse serviço essencial, contemplando escalas, equipamentos adequados às atividades, uniformes, instalações, viaturas e armamentos, entre outros pontos. As ações, sempre que possível, serão realizadas em articulação e com o apoio do Governo Federal através da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça. Pretendo compor a Secretaria de Estado de Segurança Pública com profissionais ligados à Polícia Civil e à Polícia Militar.

2 – Quais são suas propostas de governo relacionadas à Polícia Militar do Paraná e aos policiais e bombeiros militares?

Vamos investir em tecnologia para agilizar o atendimento, reequipar a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, com viaturas, equipamentos, armamento de qualidade. Vamos incentivar os cursos de especialização e atualização profissional. Vamos tratar o pagamento da data-base e o plano de carreira dos policiais. Precisamos corrigir a questão dos quinquênios, que demora para ser pago, e o pagamento das horas-aulas dos policiais que trabalham tanto no Colégio da Polícia quanto na Academia Policial Militar do Guatupê. Queremos incentivar as ações de policiamento comunitário e expandir o Proerd.

3 - Desde 2007, os policiais militares recebem menos que os policiais civis. Há uma proposta para corrigir essa distorção?

O caminho não é a comparação. Vamos manter uma mesa permanente de negociação. Há uma proposta de Emenda à Constituição (PEC) 430/2009, que propõe a criação de uma polícia única nos Estados e no Distrito Federal, integrando a Polícia Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros. A proposta cria ainda novas carreiras, cargos e estrutura de pessoal para os órgãos de segurança pública. Talvez esta seja uma solução para equiparação salarial.


4 - Os policiais e bombeiros militares trabalham em condições insalubres e não tem assistência médica e hospitalar de qualidade. Quais são os seus projetos para garantir a integridade física e psicológica desses profissionais?

Nossas propostas preveem uma política de atendimento e saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. Precisamos e vamos pensar em um sistema de saúde para os profissionais de segurança pública.


5 – Qual é a sua opinião sobre a exigência do curso superior para ingresso na Polícia Militar e nos Bombeiros?

Na carreira policial há uma tendência muito forte a aceitar formação na área de Direito, mas acredito que o sistema de segurança pública precisa de pessoas qualificadas nas mais diversas áreas. Toda a formação profissional é válida e bem-vinda.


6 – Haverá autonomia das instituições? Por exemplo, a comandante Geral terá autonomia administrativa e financeira para gerir a PMPR?

Esta é uma reivindicação que o Comando da Polícia Militar faz há certo tempo. Acredito que é necessário autonomia administrativa e financeira das instituições, principalmente para desburocratizar muitos processos.

7 – Como o candidato vê o trabalho das associações representativas da classe dos policiais e bombeiros militares?

Vejo de maneira positiva. A representação associativa nos permite o diálogo democrático sobre temas relacionados à corporação, como os direitos individuais e coletivos. Essas associações devem ser o elo entre o Governo e a Polícia.

Encontre no site da AMAI

Assine nossa newsletter