Notícias

10/01/2018 16:07

Depois de polêmica, bombeiros podem escolher entre sunga e bermuda no litoral do Paraná

Depois de polêmica, bombeiros podem escolher entre sunga e bermuda no litoral do Paraná

Fonte: G1

No último verão, guarda-vidas reclamaram que bermuda atrapalhava natação e irritava pele.

 

Os bombeiros que trabalham na Operação Verão podem, na temporada deste ano, escolher se querem usar sunga ou bermuda durante o expediente nas praias do Paraná.

 

Em 2017, o uniforme foi motivo de polêmica. Os bombeiros foram orientados a trocar a sunga pela bermuda. A explicação era a de que a bermuda expõe menos o corpo ao sol e, assim, ao câncer de pele.

 

Porém, à época, os bombeiros reclamaram que a bermuda atrapalhava a natação e que o tecido não secava. Como fazem muitos exercícios e caminham bastante, a peça acabava irritando a pele deles.

 

Neste ano, os bombeiros estão divididos. "Prefiro a bermuda por causa da proteção que ela me oferece", conta um guarda-vidas. "Eu prefiro a sunga. Fica melhor para a natação", afirma outro.

 

As bombeiras também têm a opção de escolher entre biquínis com shorts mais longos ou não. "A roupa é bem confortável, tem um tamanho apropriado em relação aos biquínis tradicionais", diz uma guarda-vidas.

 

A soldado Melania Geraldi conta que, neste ano, o Comando do Corpo de Bombeiros do Paraná decidiu, depois de fazer uma pesquisa interna, deixar o uso da bermuda facultativo.

 

"O uso da bermuda vai evitar a exposição solar excessiva, mas aqueles que optarem pela sunga podem usar, mas devem lembrar sempre do filtro solar", explica.

Encontre no site da AMAI

Assine nossa newsletter